BIOLOGICUS FORUM

Forum de Estudantes de Biologia da Universidade do Porto


Projecto Rios

Compartilhe
avatar
Varicela

Número de Mensagens : 853
26042009

Projecto Rios

Mensagem por Varicela

http://dn.sapo.pt/inicio/ciencia/interior.aspx?content_id=1212586&seccao=Biosfera

Pedro Teigas...
"Esta é um ferramenta importante para a melhoria dos nossos rios"

O que é o Projecto Rios?

O Projecto foi criado na Catalunha pela "Associación Habitas para Projecte RIUS Catalunya" e está a ser implementado em Portugal desde 2006. Esta é uma ferramenta de intervenção e um auxiliar importante para a melhoria dos nossos rios. Visa a adopção de um troço de rio de 500 metros e a monitorização da qualidade da água

Como tem sido a adesão em Portugal?

Há 10 anos começámos com apenas 20 grupos; hoje contamos com 117 grupos envolvendo mais de 8000 pessoas que participam na adopção e melhoria de troços de rios.

E qual o balanço em Santarém?

O Projecto Rios começou em Santarém há dois anos, com acções de formação para os técnicos do Município que tem sido o grande dinamizador do projecto, envolvendo as escolas e outras instituições. Neste momento já contamos com 10 grupos que cobrem as quatro freguesias e asseguram a monitorização permanente do rio,


http://dn.sapo.pt/inicio/ciencia/interior.aspx?content_id=1212622&seccao=Biosfera

Jovens adoptam troços de rio por amor ao Alviela
por JOÃO BAPTISTA

"Vocês podem ir-se embora, mas o rio continua aqui e temos de continuar a olhar por ele." Foi com esta espécie de termo de responsabilidade que Pedro Teigas, coordenador nacional do Projecto Rios, brindou dois novos grupos que se juntaram esta semana aos oito que já adoptaram troços do rio Alviela, no concelho de Santarém, no âmbito do Projecto Rios. Mais de 50 jovens do 9.º ano da Escola D. Manuel I de Pernes e o grupo de jovens da Paróquia juntaram-se aos oito grupos que já adoptaram troços do rio que estão a ser monitorizados.

Além de Pedro Teiga, a iniciativa contou com as participação de Maria João Cardoso, directora da Divisão de Resíduos e Ambiente da Câmara de Santarém, que está a dinamizar o projecto no concelho. A acção começou com uma aula sobre a importância da água e dos rios para os seres humanos e o equilíbrio dos ecossistemas e uma explicação sobre a metodologia científica usada para fazer a monitorização do rio.

"Agora já sabem no que se meteram quando disseram aos vossos professores que queriam aderir ao projecto e adoptar um troço do rio", disse Pedro Teigas no final da lição. Seguiu-se uma visita ao troço do rio adoptado pelos alunos da Escola D. Manuel I de Pernes - cerca de 500 metros entre as quedas de água do Mouchão, um dos principais postais turístico do concelho de Santarém até aos anos 60, até à ponte romana e ao moinho manuelino. "Agora está nas vossas mãos", disse Pedro Teigas na despedida.

A professora responsável pelo grupo, Lúcia Antunes, afirmou ao DN o "grande interesse e a adesão dos alunos da escola ao projecto que nasceu de um trabalho de uma aluna da Escola Superior de Educação, que fez um inquérito em que se verificava um afastamento cada vez maior dos jovens e da população em relação ao rio". Com quatro turmas do 9º ano já envolvidas no projecto, a professora sublinha também "o grande interesse pedagógico do projecto, que pode envolver as diferentes disciplinas, da ciências à físico-química, história, português…"

Devolver o rio Alviela às populações e criar condições para que volte ao seu equilíbrio ecológico são os grandes objectivos do Projecto Rios, que está a ser dinamizado pela Câmara Municipal de Santarém, em colaboração com a Associação portuguesa de Educação ambiental.

Neste momento, já foram adoptados os quatro troços do rio, um por cada freguesia ribeirinha. "São, portanto, já muitos os olhares atentos ao rio Alviela, que obrigam quem polui a sentir a responsabilidade de investir em tecnologias mais limpas e não continuar a poluir o rio", disse ao DN Maria João Cardoso. A técnica da Câmara disse que esta iniciativa segue "uma estratégia de envolvimento das populações, recorrendo às escolas, para contrariar uma tendência acentuada ao longo dos anos com a degradação provocada pela poluição que afastou as pessoas ".

Maria João Cardoso afirma o objectivo de consolidar o projecto durante este ano, com uma cobertura de todo o curso do rio.
Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking


    Data/hora atual: Dom 24 Set 2017, 13:11