BIOLOGICUS FORUM

Forum de Estudantes de Biologia da Universidade do Porto


Cientistas transformam madeira em substituto de osso

Compartilhe
avatar
Varicela

Número de Mensagens : 853
15012010

Cientistas transformam madeira em substituto de osso

Mensagem por Varicela

http://naturlink.sapo.pt/article.aspx?menuid=20&cid=14045&bl=1

Cientistas transformam madeira em substituto de osso
O rotim tratado origina um material semelhante ao osso de tal forma que alguns meses depois do implante os dois fundem-se. Trata-se de um material resistente e de longa duração que já está a ser “testado” em ovelhas podendo a aplicação em humanos estar apenas a 5 anos de distância.

Actualmente, os médicos recorrem ao metal e à cerâmica para fazer implantes. No entanto, estes materiais têm limitações e no caso de doentes que sofreram acidentes graves ou que tiveram cancro, duas desvantagens importantes é que podem não ser suficientemente resistentes e não se fundem com o osso.

No entanto, cientistas italianos podem ter descoberto a solução para o problema recorrendo a um tipo de madeira conhecido como rotim, obtido de palmeiras trepadeiras originárias das florestas tropicais asiáticas. Com efeito, investigadores do Laboratório Istec de Biocerâmica em Faenza, perto de Bolonha, produziram um material resistente e de longa duração a partir de rotim tratado que pode ser o futuro dos implantes.

O tratamento envolve o corte das longas lianas de rotim – erradamente identificado como bambu – em pequenos pedaços que são introduzidos num forno onde são sujeitos a um primeiro tratamento térmico com adição de carbono e cálcio, seguido de outro aquecimento a elevada pressão com introdução de uma solução de fosfato. Passados cerca de 10 dias o rotim transforma-se num material semelhante ao osso.

Os primeiros implantes experimentais em ovelhas já foram realizados sem que houvesse infecção ou rejeição, tendo sido observada a migração de partículas entre os materiais de tal forma que os dois acabarão por se fundir originando uma estrutura sólida e única.

Segundo a Dr.ª Anna Tampieri, que lidera o projecto de investigação financiado pela União Europeia, “[O material] está revelar-se muito promissor”, podendo os implantes em humanos estar apenas a 5 anos de distância.

Fonte: news.bbc.co.uk

Leituras Adicionais

Projecto EURIS - Utilização Inovadora e Sustentável de Rolaria-Madeira na Europa

Usos Alternativos da Cortiça

Documentos Recomendados

Sustainability of exercise-induced increases in bone density and skeletal structure

Bacteriófagos como alternativa a antibióticos
Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking


    Data/hora atual: Seg 24 Jul 2017, 17:43