BIOLOGICUS FORUM

Forum de Estudantes de Biologia da Universidade do Porto


Albatroz mais raro do mundo é,de facto,uma espécie distinta

Compartilhe
avatar
Varicela

Número de Mensagens : 853
23032011

Albatroz mais raro do mundo é,de facto,uma espécie distinta

Mensagem por Varicela

http://naturlink.sapo.pt/article.aspx?menuid=20&cid=32497&bl=1
O albatroz mais raro do mundo é, de facto, uma espécie distinta




Esta é a conclusão de um estudo genético que comparou o ADN do albatroz de Amesterdão, com o de indivíduos do complexo de espécies de albatroz errante. Os cientistas esperam que a confirmação da identidade única da espécie contribua seja motivo para empreender esforços de conservação da única população que existe.


Os conservacionistas que lutam para evitar a extinção do albatroz de Amesterdão podem ter ganho um trunfo com a publicação dos resultados de um estudo genético realizado por investigadores canadianos.

Os cientistas da Universidade de Lethbridge analisaram o ADN deste tipo de albatroz, que nidifica apenas na ilha de Amesterdão (no oceano Índico), com o de indivíduos do complexo de espécies de albatroz-errante (D. antipodensis, D. dabbenena e D. exulans) a que se pensava pertencer, tendo concluído que constituem entidades distintas.

Estes resultados vêem assim confirmar o que estudos morfológicos já tinham sugerido mas que permanecia controverso por falta de provas genéticas, i.e., o estatuto de espécie do albatroz-de-Amesterdão.

Este albatroz é um animal de grande tamanho, pesando até 8Kg e possuindo uma envergadura de 3,5m, que foi descoberto em 1983. Apenas persiste uma população de 170 indivíduos que se mantêm fiéis ao único local de nidificação conhecido na ilha de Amesterdão, que não partilham com mais nenhum tipo de albatroz, o que terá estado na origem da sua diferenciação genética.

Embora a população esteja estável, a espécie Diomedea amsterdamensis encontra-se em “Criticamente Em Perigo” com os 18-26 casais reprodutores a sofrerem a perturbação do seu local de nidificação e a correrem o risco de ficar presos nas redes de pesca.

Os autores do estudo esperam, assim, que os resultados do estudo recém-publicado contribuam para que os esforços de conservação da espécie sejam intensificados.

Fonte: news.bbc.co.uk

Leituras Adicionais

Poluição: Milhares de Albatrozes mortos pela ingestão de plástico

Estudo revela dimensão da influência da pesca nos padrões de movimento das aves marinhas

Colónia da ave marinha mais rara da Europa destruída nos incêndios da Madeira

Análise após incêndio revela que a continuidade da colónia da Freira da Madeira está assegurada

Documentos Recomendados

Garifuna Land Rights and Ecotourism as Economic Development in Honduras’ Cayos Cochinos Marine Protected Area

Priorities for Coastal and Marine Conservation in South America

Compartilhar este artigo em: BookmarksDiggRedditDel.icio.usGoogleLiveSlashdotNetscapeTechnoratiStumbleUponNewsvineFurlYahoo!Smarking


    Data/hora atual: Ter 24 Out 2017, 06:46